Dor e tédio

“a dor é localizada, enquanto o tédio evoca um mal sem nenhuma localização, sem nenhuma base, sem nada exceto esse nada, inidentificável, que nos corrói” ― E.M. Cioran